9 de jan de 2010

Rádio Studio 1



Neste momento estou usando meu laptop, coisa que faço durante cerca de 60% do tempo que estou acordado. Um verdadeiro absurdo, ou não?

Bem, tive uma experiência durante minha pequena folga de fim de ano que me fez refletir um pouco. Fui a uma pequena cidade do interior paulista e lá durante uma das noites que lá passei, descobrimos que a cidade tinha uma rádio local comunitária.

Então juntamos o pessoal e ficamos ouvindo juntos a rádio já que o som com cd alguém havia levado embora e tv enche o saco. Eram cerca de 6 pessoas, escutando as músicas e notícias da cidades. Neste momento, começamos a refletir como eram os tempos quando haviam somente rádios.

Era mais do que normal a família reunir para ouvir a rádio, era um programa de família. Havia música, notícias, piadas e até radio novelas. Com o tempo, a TV tomou o lugar do rádio.

Então o novo programa de família era assistir TV juntos. E assim ficou algumas décadas, porém isto está terminando ou já terminou para muitas famílias.
Primeiro porque o computador está tomando o lugar da TV e segundo porque já em muitas casas é normal encontrar 2 ou 3 TVs diferentes e cada um vendo seu programa, ou até o mesmo, mas em sua próprias TVS.

E a mais nova onda são os laptops, netbooks e etcs.

Na minha casa são 3 laptops e 1 computador. E é impressionante o que isso causa. Cada pessoa pega seu PC, que agora sim eu entendo o nome Personal Computer, e fica nele, no seu quarto e assim a vida acontece.

Ou seja, hoje em dia em muitas casas são 3 tvs, 3 computadores, 2 aparelhos de sons, ah sem contar os mp3 e 4 da vida. Que merecem uma passagem...

Muito normal no meu trabalho aqui no restaurante eu ver famílias vindo almoçar juntas e os filhos cada um com seu mp3 socado no ouvido o tempo todo sem falar um piu, quem nunca viu isso.

Já ia me esquecendo dos celulares, que hoje já são TV, PC, Rádio, MP3 e até servem pra ligar.... mas, é isso.

Bem, não quero ser demagogo, já que como disse no começo do texto, passo mais tempo do que acho que deveria no PC e nem piegas de tentar dar lição de moral, mas achei que isso merecia um PENSAMENTO DIRETO.

O que acho, apenas é que temos que achar formas de não nos individualizarmos tanto a ponto de esquecer da sociedade ou principalmente da família.


É isso.

ps: na noite que ficamos escutando a Rádio em Macaubal, visitamos os estúdio da rádio e falamos ao vivo. Site da rádio: www.studio1fm.com.br
Emerson Reinert

5 comentários:

Emerson disse...

vamos estrear os comentários né!!!!

Fabíola disse...

MUITO BOM! é a pura verdade...

Anônimo disse...

Emerson... por incrível que pareça também vivenciei esses mesmos dias (junto com vc) como era a vida há 40, 50 anos, onde a atração da família era ficar perto de um rádio e ouvir o q eles haviam a dizer.
Contudo, com a modernização/globalização, as notícias chegam mais rápidas até nós e as atrações são mais atraente, porém, percebe-se uma sociedade moderna mais individualista. Vejo que essa evolução seja um retrocesso.
Parece dicotômico, mas enquanto a sociedade "evolui" para que todos possam ter uma vida confortável (PC, internet, MP3/4, etc), retrocede no comportamento social.

Emerson Reinert disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
matheus disse...

fui eu quem comentou (Matheus - Nova Granada)