25 de fev de 2011

Chopp&VinhoTinto: Enquete

Quase final de semana, sexta-feira, dias e noites de sairmos a bares, restaurantes, pizzarias, temakerias, chopperias e etc...

Hoje também seria dia de "Chopp&VinhoTinto", seria porque minha companheira de blog Carol Morais está em missão internacional em Buenos Aires, visitando alguns lugares de lá pra nos trazer em breve aqui no blog.

Então hoje em vez de falar sobre algum bar ou restaurante solitariamente, decidi fazer uma enquete para que vocês escolham o nosso próximo lugar a ser comentado aqui. Escapei dessa...... rs!
Mas, essa é a idéia, vocês escolherem alguns lugares também pra essa dupla aqui analisar o que vocês decidirem.

Em Goiânia hoje temos milhares de bares e restaurantes. Segunda dados da AMBEV, hoje temos o maior número de bares absoluto do Brasil, passamos a pouco tempo BH.

E realmente nos últimos 3 anos houve um boom, uma explosão imensa de bares, restaurantes e outros. Só na Bervely Hills de Goiânia entre a 85 e 136, alto do Marista, temos mais de 25 estabelecimentos. Abrirá em Goiânia 3 boates de renome nacional, a Royal na T-10, a Pacha em frente o Bahrem e possivelmente o Café de la Musique.

Pizzarias estão abrindo aos montes, espetinhos nem precisa falar, temakerias não param de aparecer, restaurantes japoneses e dai por diante.

Hoje, o goiano sai e está saindo cada vez mais, seja segunda, terça, quarta, basta olhar nossos sempre lotados bares sertanejos.

Masssss, acho que ainda há espaço em Goiânia para coisas diferentes e bem boladas. Faltam bares conceitos, tematizados, que misturem entreterimento ao lazer... Bem, vou ficar por aqui, pra atiçar a criatividade, mas imaginem bares que soubessem misturar a arte de entreter a população com o serviço de alimentação ou chopperias....

Só um exemplo rápido... quando estive em Floripa ano passado conheci essa batata (foto acima), que chamam de batata atômica do Bar do Gus, um bar com 3 ambientes: Chopperia, Pub (parecido com bolshoi) e um espaço mais para casais. Rola música ao vivo e essa batata é a grande atração. Ela vem com cheddar por cima e eles derretem o queijo na mesa com um mini maçarico! E fica uma delícia.........

Bem, vamos as opções que vocês irão escolher uma delas pra semana que vem. Cometem aqui no blog, ou por facebook, ou twitter, vale tudo, dê seu voto e sua opinião de qual lugar visitarmos pra semana que vem.........

Escolha:

1) Beslisquê (bar próximo a Praça do Sol)
2) República da Saúde (restaurante e empório de produtos naturais e ôrganicos)
3) Camim di Casa (bar Sertanejo)
4) Algum Bistro de Goiânia
5) Carne de Sol 1008

Fiquem à vontade para votarem.......... A votação vai até segunda-feira, 28/02.

Muito Obrigado por visitarem nosso blog.


Emerson Reinert

24 de fev de 2011

Flores do Mal

Já que você ainda não apareceu,
e lá vem o carnaval,
me restou brincar que não sou seu,
com as flores do mal.


Emerson Reinert

23 de fev de 2011

Seu mar...

Posso ser o mais forte,
ou o mais manso pra você.
Tenho outra paixão,
que vejo sempre nua,
ela manda em mim, Srta. Lua.
Te acaricio ou te salgo,
deixo você escolher.
Vou e volto,
de acordo com meu bel-prazer.
Fico bem com Sol,
mas brilho e noite enluarada.
Em mim podes amanhecer,
velejando em minha águas,
mas cuidado pra não se perder,
aqui dentro mergulhada
dentre tantas riquezas e maldições.
Sou imenso quase infinito,
sou seu Mar,
e posso ser tudo,
que você quiser inventar!



*Versinhos republicados enquanto a inspiração não volta, espero que gostem!!!

Emerson Reinert

22 de fev de 2011

A Princesa


Oi lindeza, onde vai com essa tristeza?
Não percebes que tu és dona de tanta beleza?
E quem em meus sonhos tu és minha e somente minha princesa?



*Versinhos republicados enquanto a inspiração não volta, espero que gostem!!!

Emerson Reinert

17 de fev de 2011

Chopp&VinhoTinto: P de Pizza

Resolvemos falar hoje do que normalmente entende-se como o fim, PIZZA, mas queremos deixar claro que estamos só começando hein. Hoje eu começo, eu Carol...

A primeira vez q fui na P di Pizza era um lugar pequenininho, aconchegante, meia luz, um balcão, poucas mesas, que me encantou por varias razões, além do fato de ser novidade. Primeiro pela possibilidade de podermos nos libertar daquela “culpa católica” de não deixar sobrar e TER QUE comer 1 pizza inteira, podendo comer apenas, e porque não, 1 pedaço.

Porém, acaba sendo difícil diante da variedade de opções, misturas de sabores e ingredientes que fogem dos tradicionais. Passo um tempão babando no cardápio e acabo pedindo sempre a mesma, de primeira, naquela filosofia de não mexer em time que está ganhando, SMURFS (Molho de tomate, mussarela, shimeji, shitake, champignon, alho frito e alho poró) e quando peço um segundo pedaço, o que acontece muuuito, fico entre a Santa Berinjela (Molho de tomate, mussarela, berinjela grelhada, tomate seco, alho em conserva, purê de abóbora e manjericão) e a Virgulino (Molho de tomate, mussarela, carne de sol desfiada, bacon, cebola, banana, salsinha e pimenta de cheiro), mas tb acho outras muito boas... Fiquei com vontade de experimentar, mas me contive na saúde absoluta, a doce Laranjeira (Ricota ou mussarela de bufala, geléia de laranja, sorvete de flocos e raspas de limão.

Sim, como disse a Carol, o P de Pizza é uma Pizzaria onde você pode pedir sua pizza por pedaços e cada pedaço de um sabor que você quiser. Se você quiser ir comer um pedaço só, você pede um pedaço só do sabor que você escolher e pronto você come um pedaço de pizza e assim por diante.
Esse é o conceito do sucesso dessa pequena pizzaria incrustada no alto do Marista, perto da bifurcação da 136 com a 85, entre elas, aliás. Ou seja, ótima localização, perto da já dita Bervely Hills de Goiânia, mas não tão perto que o trânsito ou estacionamento sejam dificultados.


Explicado um pouco do conceito passo a bola pras outras "impressões" da Carol.....

Obrigado por completar Emerson, então voltando, outra coisa que acho legal lá é o som, mas quando fomos especificamente p/ fazer o post, o som não estava muito bom, na verdade praticamente não estava. Pois, estava passando jogo e doooo Flamengo (né Emerson) ai já viu né, ficou com um “climão manero”, você interage com a pessoa e a pessoa interage, com a..... tv. Televisão, comida e interação, na minha opinião, não combinam e ponto final. Tratando-se de homem e jogo de futebol na tv então, prepare-se para ser uma planta decorativa no ambiente.

Como determinamos que plastiquinho que roda na privada é valor agregado no restaurante, no banheiro do P di Pizza, apesar de ser um charme a decoração, não tem.
O pessoal (sim levamos outros membros para colher opiniões diversas e variadas na “pesquisa de campo”) reclamou também que as pizzas demoravam um pouco para sair, eu estava tão envolvida na conversa, que nem percebi, conversa essa que fez com que nessa noite o P di Pizza virasse P de PRAZER com Q de quero mais...


A maioria do pessoal que vai lá sai com o gostinho de quero mais mesmo, mas agora vou fazer meu apanhado geral mais clínico, eu Emerson .....

A estrutura não é das melhores tendo em vista que foi feita em uma daquelas típicas lojinhas de roupas da 85 (mas, não é na 85), mesmo hoje com a ampliação pra loja ao lado a estrutura carece de um pouco mais de carinho (acabamento) e a harmonização entre as diferentes decorações.
Tem muita coisa bacana, adesivos de jornais no vidro, quadros interessantes, uma bandeira da Austrália e por ai vai, masssss, Falta um conceito! E também tem um painel grande com os nomes das Pizzas e ingredientes daqueles de Shopping que acho que era útil no começo da loja, mas que agora já pode ser retirado, enfeia o lugar.

A maioria das mesas fica onde era a calçada, onde foi feito um elevado. O grande "charme" é você poder acompanhar o movimento da 85 da pizzaria. (Charme?")


Em questão de higiene e até mesmo controle da produção poderia ser melhor, já que o balcão onde se faz as pizzas ao vivo(o que poderiam explorar pra ser uma atração), é isolado do salão por apenas uma bacandinha de vidro (eita, deixa uma nutricionista ver isso, cadê boas práticas de manipulação Bresil? rsrsrs). Poderia ter um isolamento melhor e assim mesmo ganhar destaque dentro da pizzaria, porém entendemos que o espaço não foi planejado desde o começo para ser uma pizzaria, então, está bom, mas só bom!

Bem o cardápio, tem algumas falhas básicas como ter um espaço escrito "Especiais do Chef" e não ter nada nele, logo no começo do cardápio, errinho bobo que pode e deve ser evitado. Também logo abaixo desses espaço tem a parte das "Promocionais" que o própio nome já diminui as pizzas que no meu entender poderia ser substituído por "tradicionais" ou algo assim.

Eu me deliciei com o sabor "Escondidinho de Carne" (da foto ao lado) que vem molho, carne de sol desfiada, tomate cereja, purê de mandioca, parmesão e a dispensável salsinha (não sei pra quê isso existe). É muito bem feito os pedaços e fiquei impressionado como o sabor do "escondidinho" casou bem com a massa de Pizza.

E esse é o ponto forte dessa pizzaria, sabores deliciosos e que você pode escolher quantos pedaço quiser.

O preço dos pedaços valem muito à pena, se não me engano entre 4 e 7 reais, ainda mais por serem pedaços personalizados, pois você pode acrescentar uma variedade grande opcionais em qualquer sabor..... porque não é quanto custa e sim o quanto vale, já diria minha querida poetiza e companheira que aqui escreve Carol Morais.

Sobre bebidas, uma golada rápida, boa variação de sucos, muitas opções de cervejas das tradicionais passando pela Heineken e Stella Artois e incluindo uma artesanal de trigo muito boa o que agrega valor ao cardápio, (ah o café espresso deixa a desejar, um detalhe q na minha opiniao, faz toda a diferença).

Bem, ufa, vou terminar...... acho que a "P di Pizza" tem tudo para crescer em Goiâna e quem sabe no Brasil, desde que sejam rápidos, pois com certeza em breve vão aparecer cópias por ai. Por isso é importante aumentarem cada vez mais a exposição de marca, para serem referências nesses tipo de serviço.

Antes de terminar deixou vocês pra conhecerem o delicioso e super criativo cardápio da "P de Pizza".
Clique AQUI

"Terminar em pizza pode ser bom... "

É isso, lembrando sempre que eu Emerson estou de azul e a Carol de vermelho/vinho. Obrigado a todos e deixem sua opinião sobre pizza e sobre o P de Pizza!

Ahhhh, faltou dizer que semana que vem minha querida companheira de blog, Carol, irá fazer um post internacional direto de Buenos Aires pra coluna "Chopp&VinhoTinto".... estamos rompendo fronteiras........ aguardo vocês semana que vem então!!!!

*Para ler o "Chopp&VinhoTinto" da semana passada sobre o Baobá, clique nessa frase!!!

Carol Morais e Emerson Reinert ou @carolmoraisnut e @emersonreinert

#BlogExpress: Sem Engano


Hoje em dia é fácil ser mau,
ser mentiroso, ser ladrão,
hoje é fácil ser banal,
e até ganhar no bbb 1 milhão,
é fácil ser profano,
insano e até soberano,
Mas se não me engano,
o difícil hoje em dia, é SER HUMANO!

15 de fev de 2011

Poesia da Vida Real


A poesia ainda está viva,
viva, mas escondida,
escondida, mas viva
é só você querer,
pra eu fazer dessa poesia viva, poesia em sua vida.
Emerson Reinert

11 de fev de 2011

Chopp&VinhoTinto - Baobá


Baobá é um árvore nativa da ilha de Madasgacar, muito presente no continente Africano e na Austrália. Sua grande característica é sua capacidade de armazernar água em seu tronco, podendo chegar a quase 120mil litros.

Mas, o que isso tem a ver com a nossa coluna mesmo??? Ah estava apenas tentando buscar uma explicação pro nome do bar que analisamos nessa semana, o Baobá Lounge e Bar. Talvez colocaram este nome pra nos sentirmos acolhidos dentro do "tronco" da árvore, acho que não né.

Carol tenta você. Ahhh pessoal eu (Emerson) estarei de Azul e a Carol de vermelho, pra ficar mais fácil pra todos nós, vai Carol...

A primeira vez que ouvi o nome: Baobá Lounge Bar, lembrei logo da famosa árvore do Pequeno Príncipe. Juntando tudo rapidamente: noite, lounge, príncipe; Pensei, esse lugar deve ter algo de interessante. Afinal, qual moça solteira, por mais moderna que seja, não anda por aí a procura de seu príncipe? Reuni uma turma de amigas, solteiras e fomos lá ver qual era a desse local. (Sabia que a Carol teria uma explicação melhor, deve ser por isso a quantidade de gata lá)

Ao chegar, casa cheia, esperamos um tempo, mas logo conseguimos mesa. O som estava muito bom, descolado, animado e um pessoal bonito. Fui logo pedindo o cardápio, e gostei, uma boa variedade de petiscos, sanduíches, SALADAS, massas, risotos, achei legal as opções, apesar de não haver nenhuma sem proteína animal, as que não tinham algum tipo de carne, levavam leite ou derivados, não sou veganista ou vegetariana, mas acredito que os estabelecimentos precisam começar a pensar nesse público, eles também saem, se divertem e comem né? Ah, só tem 2 sobremesas.

Fiquei tentada a experimentar (mais saudáveis): Carpaccio, Baobá Salad, Salada New Caprese e escondidinho de bacalhau. Minhas amigas (quero deixar claro que queria algo mais leve) pediram DISCO DE CARNE e estava bem bom (é empanado e frito, e eu parto da teoria que empanou e fritou, não tem muito erro, até o dedo você come).


Bom vamos aos drinks, a “carta” de vinhos é bem básica, o chopp parecia estar gelado, mas como mocinhas que somos, experimentamos alguns drinks (por caráter de pesquisa apenas, rsrsrs), tem opções interessantes de caipirinhas, mas o que valeu a saída foi o MOJITO DE MORANGO, bem saboroso (atenção meninas é docinho, não se empolguem) e REFRESCANTE.

Por falar em refrescante, a parte chata é que estava uma noite muuuito quenteeeeeee, e apesar de o bar ser aberto, a ventilação não foi suficiente...

Agora vem a parte bem mulherzinha da história, atenção, muita atenção, se tem uma coisa que nós, mulheres, apreciamos e muito, num estabelecimento é o PLASTIQUINHO QUE RODA NA TAMPA DA PRIVADA, sim, pode parecer um detalhe, mas vocês homens, não fazem ideia do que é ter muuuita, mas muuuita vontade de fazer xixi e ter que se equilibrar meio agachada, meio em pé, segurar a bolsa (se não tiver ganchinhos, q tb gostamos e achamos importantíssimo q tenha), escorar a porta (que em muitos casos não fecha), fazer xixi tentando acertar o buraco da privada e principalmente, tentando poupar a nossa roupa ou sapatos, tudo isso ao mesmo tempo enquanto manda sinal pra bexiga: RELAXAR p/ o xixi sair. Talvez Emerson umas das razões de irmos juntas, além da fofoca obvia, é alguém para segurar a bolsa enquanto tentamos “equilibrar” isso tudo e respeitar nossa fisiologia...

No Baobá NÃO TEM plastiquinho que roda na privada, nem ganchinhos para pendurarmos a bolsa e no dia um dos banheiros estava interditado...

Lembra que eu falei do som? Ótimo, descolado, animado? Pois é, tem um dj, mas só descobrimos o couvert na hora de pagar a conta – R$10,00, ou seja, o que poderia ser entendido como um diferencial da casa, um investimento dos proprietários para um ambiente mais agradável, é cobrado do cliente. Acho uma coisa muito cafona, couvert artístico, indiferente do valor. Pronto Falei. O atendimento também, de maneira geral, não foi lá essas coisas, mas aqui em Goiânia, infelizmente, a gente tem se surpreendido quando é bom.

Mas, como na historinha do pequeno príncipe, o ajuste é uma questão de disciplina, todos os dias ele poda os brotos do Baobá para que ele não tome conta do seu planetinha, dessa forma, a intenção das “críticas” é permitir isso, ajustes.
Ah! Não encontrei o principezinho lá, devia estar cuidando de alguma roseira por aí... ;)



Bem como não vou atrás de nenhum príncpipe, normalmente eu me sinto muitíssimo acolhido nesse Lounge Bar, primeiro pelo som. Se tem algo que me conquista em um bar é sua trilha sonora. Logicamente que ela tem que combinar com o que o bar se propõe. E no Baobá ela casa muito bem com todo ambiente, não baixa, não tão alta e toca o que eu amo ouvir, HOUSEMUSIC e de muita qualidade. Alguns dias da semana tem DJs tocando ao vivo, o que trás a tona a polêmica do Couvert, que eu pago com gosto, foi mal Carol, mas vou discordar....

Não dá pra entender quem reclama, aliás dá, mas não concordo. A maioria que reclama vai pra um bar sertanejo e paga a taxa pra entrar ou couvert sem reclamar e numa casa de Lounge fica reclamando, não concordo. Se a música for boa, como quase sempre o é lá eu pago com gosto. Tá bom, 10 reais é exagero, pode ser menos, mas por uma música boa eu pago.

Mas, vou dar meu parecer desde o começo, começando.... pelo começo. A localização do bar é relativamente boa, relativamente, pois está no centro do agito do Marista(Beverly hills de Goiânia) e por isso mesmo carece de estacionamento, mas tem o serviço de motorista que se não me engano cobra 10 paus e guarda seu carro em um lote. Paga quem pode, quem não pode ou não quer tem que dar umas voltinhas pra achar vaga. ah, pra explicar melhor é entre o Bahrem e o Pycanha na Tábua.


Tem uma hoster super gentil (e gatinha), logicamente se você for gentil com ela também! O Bar tem um grande movimento e está quase sempre quase cheio. E cheio de gatas, sejam solteiras ou acompanhadas. Uma coisa que não falta lá é mulher bonita. Dá última vez que fui, aliás, quase não vi o jogo do meu Mengão, por causa de um bando de mulher "desfilando" toda hora pra ir no banheiro, aliás a velha questão o que fazem tanto no banheiro, que a Carol já começou a desmestificar aqui.

Voltando, o lugar tem uma estrutura admirável, sua arquitetura é super condizente com o que querem passar. Tem um grande e bonito bar à mostra, um pé direito alto, o que particulamente gosto muito. Tem uma grande baobá em uma das paredes, caracterizando bem o ambiente e combinando impecavelmente com o jardim de inverno que eles tem lá que dá uma diferenciada grande dos outros bares e que pra mim quando estou lá serve um pouco de ponto de fuga da visão, sabe quando você quer descansar a vista, é mais ou menos isso. Se bem que é difícil cansar a vista lá, pelo motivo já falado anteriormente.

O atendimendo quando está vazio flui bem e quando tá cheio fica meio tumultuado. Normal, mas poderiam melhorar. O chefe de salão, gerente dos garçons quando solicitado é bem solícito e resolve o problema, pra isso que serve, aliás, serve pra não deixar dar problema, mas já que deu, ele resolve.



Quanto ao cardápio vou resumi-lo em uma palavra que pra mim qualifica bem o Baobá como um todo, competência. O Cardápio deles é na minha opinião o que todo bar "comum" deveria buscar. Tem as opções mais pedidas de petiscos, sem inventar demais e sem ser simples demais. Tem 8 opções de pratos pra quem tiver com uma fominha a mais, que atende muito bem a todos paladares, inclusive merece destaque que os pratos são muito bem montados e deliciosos. Tem um prato de Salmão com risoto e um prato com Filé que são fora de série, deliciosos. Merece destaque a cozinha do bar sempre elogiada por quem frequenta.

Quanto as bebidas, tem grande variedade bebidas de homens também, não só drinks de mulherzinha. Tem opção de Chopp claro e escuro, coisa que poucos bares tem, tem opções dos misturados de chopp, muita opção de whiky e vodkas também. Em geral achei que conseguiram montar um cardápio que atende muito bem ao que se serve.

Os preços não são baratos e não são caros, vale o quanto custa. Ficaria no meu parecer entre os baratos e os caros.

Só pra constar, não é um bar de muvuca, o pessoal fica de boa, há sim espaço pra azaração, mas há muitos casais e rodinhas também no local. Dá pra assistir jogos de futebol tem 3 tvs e um telão muito grande, pode ser um bar pra um esquenta antes da boate e serve

De forma geral, eu recomendo o Baobá, acho um dos melhores hoje em Goiânia, se peca em algumas coisas, acho que mais acerta do que erra. Meu único problema é que toda vez que vou lá fico com uma vontade imensa de ir pra Sedna por causa da música....

Bem, porque escolhemos o Baobá, porque hoje é o bar da vez na nossa opinião em Goiânia. Ele atende ao que se propõe, sendo competente no que faz.

É isso pessoal, gostaram? Estamos tentando aprender ainda, e prometemos melhorar cada vez mais, a opinião de vocês é muito importante,
fiquem à vontade pra opinar sobre bares que vocês querem ver aqui e sobre nossos post também...

Muito obrigado a todos
que chegaram até aqui!

Carol Morais e Emerson Reinert

8 de fev de 2011

#BlogExpress:

Adocicado


Quem nunca sonhou?
Em misturar com um pouco de amor,
sexo, trabalho, café com chantily,
ah o mundo seria melhor,
o doce com armago misturado, aqui e ali!

Hoje, me propus um DESAFIO, misturar 3 sugestões de temas que foram feitas no #BlogExpress: Trabalho da Fê e Sexo da Camylla via Facebook e Café com Chantily da Susane via twitter, acho que consegui.

Emerson Reinert

Hora do Show - Gotan Project


Em Janeiro ocorreu em Goiânia, o Goyaz Festival, um festival de música instrumental da melhor qualidade, que nos anos anteriores, se não me engano ocorria durante o carnaval pra ser uma alternativa para aqueles foliões não muito adeptos às marchinhas ou axés do tradicional carnaval.

Como sou um adepto das marchinhas e dos axés, aliás e principalmente de toda festa que envolve o carnaval, nunca antes havia participado do Goyaz Festival, mas esse ano, o Festival aconteceu em Janeiro e assim fui a 1 dos 4 dias de shows.

No dia em que fui, a programação tinha Tanghetto e Paraphernalia. Me surpreendi positivamente com a altíssima qualidade das apresentações e mais ainda com o som do grupo Tanghetto que é definido como Eletrotango.

Emabarcado nessa empolgação do Eletrotango, lembrei que havia ouvido na mesma semana um dvd que estava no meu pc com esse mesmo ritmo, dvd esse que "baixei" de um tio meu.

Procurando em meu pc achei o som do grupo "Gotan Project". Não, não tem nada a ver com o Batman, eu também pensei isso num primeio momento. É um grupo de Eletrotango que pelo que ouvi dizer popularizou tal estilo.

Mas porque Gotan? Invertendo facilmente as silábas das palavras achamos a explicação óbvia: GO-TAN /// TAN-GO ...................................... sim, não havia pensado nunca nisso antes de ler no Wikpédia. Lá também fala o seguinte: O Gotan Project é um grupo musical formado em Paris, constituído pelos músicos: Philippe Cohen Solal (francês), Eduardo Makaroff (argentino) e Christoph H. Müller (suíço).

A sua música insere-se no estilo do Tango, mas com elementos eletrônicos que dão ao seu estilo uma nova forma de fazer tango: o tango eletrônico.

O nome deste trio vem da inversão das sílabas da palavra tango, seguindo o costume do lunfardo, a gíria argentina, de pronunciar as palavras "al revés", ou seja, de trás para a frente.

No Brasil, o sucesso veio mesmo com o single Epoca, tema de Bárbara, na novela Da Cor do Pecado, que foi exibida em 2004 pela Rede Globo.

O Ritmo é uma delícia, dá vontade de dançar, aliás, primeiro de saber dançar.

Bem é isso deixo vocês com uma música que consegui postar, enfim no blog e quem tiver o interesse no youbube lógico tem 1 milhão de músicas.


Emerson Reinert

7 de fev de 2011

Inventor dos Amores


Nunca foi dos vencedores,
por ser sempre daqueles que mandam flores,
hoje vejo que sempre fui um inventor,
o inventor dos amores!
Emerson Reinert

4 de fev de 2011

Chopp&VinhoTinto

Senhoras, senhoritas e senhores, como anunciado, hoje com muita prazer e bota prazer nisso começaremos a falar sobre algo que faz parte da minha vida diariamente e noturnamente também, Bares e Restaurantes. Convidei para fazer parte dessa "Coluna" do Blog, uma amiga, a nutricionista Carol Morais, que dará o toque feminino às nossas observações e também o viés nutricional.

Gostaria de fazer um breve introdução sobre o assunto, Bares e Restaurantes, usando um pensamento de um grande amante desse ramo, Sr. Newton Pereira, meu pai. Ele diz que não há nada mais democrático e sociável que bares e restaurantes, pois neles você pode encontrar pessoas totalmente diferentes, sentadas lado a lado, se descontraindo e principalmente se relacionando. E isso é a essência dos bares e restaurantes, você poder ir a algum lugar pra descontrair e conversar, brincar e se alegrar, comer e beber é importante, mas quase sempre não é o foco.

Deixo vocês agora com as primeiras palavras da minha companheira nesse novo desafio... com vocês Carol...

Óh! Não sei você, mas eu adoro comer. Deve ser por isso que resolvi seguir um curso que me permitisse estudar, pesquisar, conhecer e viver cada dia mais o ambiente e tudo o mais que está envolvido nesse processo. Digo processo, porque comer, é e sempre será (assim espero) um processo, uma vivência, um mistério, uma possibilidade, uma busca incessante pelo prazer e pela sobrevivência, nem sempre ao mesmo tempo.

Falo quase o dia todo sobre????? Comida! Na minha família sentamos para comer e o assunto é??? Comida. A maioria dos programas que faço com meus amigos envolvem??? Comer. Porque não começar a escrever sobre isso também? Não como nutricionista, de maneira técnica, mas como amante de uma boa comida (essa frase ficou ambígua, mas dentre as possibilidades que ela permite ambas ecoam em mim)... (em mim também Carol, ass.Emerson).....

E em um almoço informal com um rapaz muito bacana (o Emerson lógico), apesar dele estar prestando mais atenção no jogo da tv que em mim naquele momento, e talvez principalmente por isso, nasceu essa idéia. Tentar mostrar, de maneira pessoal e despretensiosa, as diferentes visões entre os gêneros, feminino e masculino, dos mesmos lugares...

A crise entre os parceiros (de coluna hein gente) já começou na hora de escolher qual seria o primeiro “avaliado”, por isso resolvemos apresentar a vocês o projeto (enquanto fazemos o momento “DR”) e perguntar->> O que vocês acham? Alguma sugestão de bar ou restaurante? O que as mulheres observam em um local? O que os homens buscam? Ele quer ir tomar chopp no samba e eu vinho no bistrô! Viva a diferença e o prazer que existe nisso e por causa disso...

Bem, reassumo aqui o texto, eu Emerson, porque a Carol já falou de DR, e DR não pode ser pública, então vamos finalizando a apresentação dessa Coluna.... A idéia é de simplesmente conseguirmos passar observações e dicas sobre alguns dos milhares de bares e restaurantes que temos hoje como opção em Goiânia, por isso pensamos porque não juntar um amante da vida noturna, um legítimo boêmio apaixonado, com uma nutricionista que adora uma saída para bares e restaurantes.


Bem, a partir da semana que vem visitaremos um bar ou restaurante por vez e observaremos ambiente, antendimento, localizaçao, estacionamento, preço, comida e se a cerva eh bem gelada, o que mais Carol? ah, limpeza, higiene, cardápio, valor nutriocional (porque não), banheiros, se tem homens charmosos e a mulhereda gata e interessante, som ambiente, dentre milhares de coisas. A idéia não é nos tornamos críticos e sim falar de algo que somos completamente apaixonados que é a vida em bares e restaurantes.... Eu mesmo já tô me segurando pra não começar a falar logo, essa semana já fui em 5 bares diferentes, controle-se Emerson.

Queremos contar muito com os comentários de vocês seja por aqui mesmo que é super fácil de comentar, tem ícone abaixo do texto, ou via twitter, facebook, msn, orkut, sinal de fumaça, torpedo sms ou de qualquer forma. Conversem conosco por favor, porque um papo de boteco só é bom com vocês participando também.

É isso e na semana que vem falaremos sobre o ...... surpresa!!! (mentira não chegamos a um consenso ainda), mas falaremos e gostaríamos de contar com vocês aqui. ahhh uma informação importante, a Coluna "Chopp&VinhoTinto" sairá sempre nas sextas-feira para começar bem o fim de semana.


Obrigado!


Emerson Reinert e Carol Morais

3 de fev de 2011

101 coisas p/ 2011


Lendo o site da Revista Bula, vi um texto interessante: 101 coisas para se fazer em 2011. Nele o autor sugere 101 coisas para se fazer em 2011 e pede pra vc organizar a lista de acordo com seus critérios a minha está a baixo, para ver a original e se quiser montar a sua, clique aqui.

*só pra constar tirei alguns itens que se referia a filhos e conjuges, porque ainda não é meu caso. Entre parenteses estará alguns comentários meus!

1 — colocar esta lista em ordem; (já coloquei)
2 — salvar-se dos escombros das necessidades impostas;
3 — lembrar que daqui a 100 anos ninguém saberá que você existiu um dia; (q triste)
4 — ser feliz aqui e agora; (essa é difícil, sempre temos desculpas)
5 — organizar o seu dia;
6 — redescobrir a força existencial do abraço;
7 — salvar o planeta na cota-parte que lhe cabe;
8 — tirar tempo pra você mesmo;
9 — descobrir os encantamentos da vida;
10 — indignar-se com a injustiça difusa;
11— deixar o script alheio e viver o seu próprio;
12 — ver o sol nascer numa outra paisagem; (sempre bom!)
13 — ver o eclipse solar; (vai ter!? ano passado foi a "chuva de meteóros)
14 — apagar uma luz e poupar o planeta;
15 — saltar de para-quedas; (minha mãe me mata antes, ma vou fazer)
16 — experimentar uma sensação nova; (sempre)
17 — acender uma ideia;
18 — deixar a ilusão de que um dia (sob determinadas condições) será feliz;
19 — dizer não e sim com a mesma naturalidade; (foda)
20 — refutar as convicções herdadas;
21 — comprar o primeiro carro; (está encaminhado)
22 — desconfiar das convicções adquiridas;
23 — poupar um percentual de seus ganhos; (eu juro q tento)
24 — ser crente de alguma descrença;
25 — entusiasmar-se com seus projetos;
26 — não comprar a prestações; (funcionou em Janeiro)
27 — viver a saúde prevenindo (sem hipocondria) as doenças;
28 — deixar alguém fazer alguma coisa por você;
29 — abandonar os projetos inviáveis ou inconvenientes;
30 — almoçar com a mãe com satisfação genuína;
31 — pelo menos uma vez, ter orgulho de ser mané; (todo dia não né!?)
32 — doar sangue praquele seu projeto que é sua razão de viver;
33 — retirar suas ideias do eclipse;
34 — fazer um exame de consciência;
35— rir de si mesmo com o mesmo sem pudor que ri dos outros;
36— fazer um checkup;
37 — salvar uma vida; (pode ser a minha?)
38 — visitar um velho amigo; (Daniel?)
39 — deixar o orgulho de ser imbecil;
40 — ser ético nas mínimas coisas para sê-lo também nas grandes;
41 — cortar os punhos de alguma rede social;(são tantas)
42 — tomar um porre; (ixi, já foi esse)
43 — sair na chuva sem capa só pelo prazer de se molhar; (isso tb)
44— clarear as vistas;
45 — não ser feliz só porque estão dizendo que é chique; (achei q depressão q era)
46 — ser feliz de fato;
47— clarear os dentes; (mas, já!?)
48 — ver a paisagem a bordo de um balão;
49 — ler um livro sobre coisas que você não crê; (ler qlq livro já seria bom)
50 — fazer uma viagem a pé; (trindade vale?)
51 — redescobrir a paisagem do seu quarto;
52 — adquirir um túmulo; (Mas, já!? 2)
53 — ver os defeitos do ídolo;
54 — derrubar uma árvore (que ameaça cair sobre sua casa);
55 — não fazer do porre uma rotina; (ixi, complicou!)
56 - retirar as manchas da pele;
57 — sair pra dançar; (tá encaminhado)
58 — retirar (ou assumir) as manchas da personalidade; (retirar é melhor)
59 — retirar os caroços do corpo (exceto os essenciais);
60 — combater as injustiças objetivas;
61 — negociar sem dinheiro; (bem q podia ser verdade)
62 — deixar de querer ser bom, segundo a concepção do guru
63 — chegar na hora marcada; (eu juro q tento)
64 — mandar o guru praquele lugar; (Índia!?)
65 — rasgar o poema que escreveu; (qual dos 231!?)
66 — viver no limite de seus dias e de suas posses;
67 — viver a sua vida com dignidade com 50% a menos de lixo; (ixi....)
68 — trocar a fiação da casa (antes que ela incendeie);
69 — não querer tirar lições do porre; (obrigado por essa)
70 — limpar a área;
71 — não jogar lixo na via pública; (só ñ pegar papel no sinaleiro)
72 — correr do perigo; (não, vou enfrentar!)
73 — enfrentar o perigo; (não, vou correr!)
74 — morrer lutando; (tá, vou correr mesmo)
75 — não abandonar um gosto só porque agora é brega;
76 — pedir benção da mãe;
77 — duvidar da sua loucura;
78 — mas é neste planeta que seus descendentes hão de viver;
79 — rasgar dinheiro (uma cédula de pequeno valor) só pra exercitar o menosprezo;
80 — repensar as utilidades da morte;
81 — rever seu conceito de poesia;(não gosta do meu blog!?)
82 — atualizar seus conhecimentos de ortografia; (devia ficar por último)
83 — não se deixar vendar pelo politicamente correto;
84 — abandonar a superstição de que quem tem muito dinheiro tem muita felicidade;
85 — deixar de pensar que dinheiro não é importante;
86 — deixar de pagar juros;
87 — comprar a prestações se sua lucidez assim o determinar;
88 — viver a doença buscando serenamente a saúde;
89 — ouvir música por prazer (não por imposição)(já faço)
90 — dançar sem sair; (também)
91 — ter cuidado pra não dançar;
92 — vender o segundo carro; (compro o primeiro antes, ok!?)
93 — estudar um idioma indígena; (acho q não)
94 — escrever um poema; (não dô conta, rs...)
95 — romper uma velha amizade; (não, pra que!?!)
101 — parar de ler listas para ler coisas mais consistentes.

Emerson Reinert

1 de fev de 2011

Vamos Dançar!?

www

Vamos começar o mês de fevereiro dançando!?
Um forró, um samba, um sertanejo ou um tango?

Sim, convido todos a dançar, quem sabe e quem não sabe, vamos dançar!

Estou fazendo há cerca de 6 meses aulas de dança de salão. Comecei em julho de 2010, fazendo um curso de "férias" de samba iniciante. Empolguei tanto que emendei num curso de dança de salão iniciante no qual vc aprende 4 ritmos (bolero, soltinho, forró e samba). E agora começo de ano estou fazendo dois cursos nas "férias", forró intermediário e forró sertanejo. E pra completar hoje já comprei um cupom no Peixe Urbano/GOiânia de matrícula e mensalidade de fevereiro pra algum curso que ainda não escolhi.

Dançar é muito bom, nunca soube, e ainda não sei. Hoje, dá pra gastar alguma coisa, sai alguns girinhos mas ainda bem timído, mas sempre me senti intimidado em festas por não saber dançar.

Afinal, na hora que toca àquele forrozinho agarradinho, quem sabe dançar sempre sai 50% ou 90% na frente de quem não sabe, afinal, tirar alguém pra dançar já quebra todo clima de "tensão" que se pode ter em chegar pra conhecer alguém (sim, eu sou timído).

Mas, dançar não é bom só pra issó, é bom pro corpo e pra mente, além de ser lindo e agora estou descobrindo viciante!
Falo à todos que se sintam um pouco pra baixo, larguem suas terapias que nunca acabam e venha dançar, aqui você relaxa, ri pra caramba e ainda aprende alguma coisa e conhece pessoas novas!

Bem, é isso, convido à quem quiser começar que comece, e não invente desculpa de não ter companhia, pois os três primeiros curso que fiz foram sozinho!

Em Goiânia, tem inúmeras escolas de dança, em todos os setores e regiões, pra constar eu faço na Jaime Arôxa (não to ganhando nada por essa propaganda), que as aulas semestrais começam semana que vem e que como falei, HOJE, terça, está em promoção no Peixe Urbano a matrícula + primeiro mês, pra quem quiser fica a dica!

Mais duas considerações pra quem quer começar o ritmo dança de salão é válido, afinal, introduz um pouco de cada ritmo, mas se quiser aprofundar mais, pegue um ritmo específico!

No Jaime Arôxa, tem samba, sertanejo, zouk, bachata, tango e mto mais......

Dance, vive e dance!

Abaixo vou selecionar uns videozinhos pra inspirar a começar!!!


Samba de Gafiera


Zouk


Emerson Reinert