17 de jan de 2011

Aos Últimos Boêmios Apaixonados


Eu nasci com algum atraso,
devia ter nascido um pouco mais no passado,
onde amar e se declarar não era para os fracos,
era sim para o boêmios simpáticos, apaixonados,
que amavam e xingavam e cantavam,
bebiam e cantavam,
bebiam e prozeavam,
e de amor, bebidas, proza, músicas e mulheres se acabavam!
Hoje me sinto assim uma música do passado, deixada de lado,
um dos últimos boêmios apaixonados!

Emerson Reinert

2 comentários:

Eduardo Francisco Barbosa disse...

kkkkkkkkkk, muito boa

Paulo Byron disse...

muito bom, sou artista plástico e um tema que pinto é justamente "Boemia"