4 de mai de 2010

Conto Inacabado


Você meu conto inacadado,
história sem fim,
podíamos ter tentado,
mas nunca dissemos não, nem sim,
hoje você é só imaginação, criação.
Um se, que povoa meu pensamentos,
quiça meus sentimentos,
Um se, que nunca será,
Não fique emocionada,
nem furiosa e nem acanhada,
Esses versos não tem pra que nem porquê,
simples assim, como eu e você!!!


Emerson Reinert

5 comentários:

Mariah disse...

são os melhores...os contos sem final!
sempre pode haver um recomeço!

Raquel de Carvalho disse...

hummmmm... então tem continuidade!!!!
ehehehe beijos

Franci disse...

A incerteza do amanhã é o que nos mantém cheios de desejos, VIVOS, com esperanças de que estes almejados desejos se concretizem.
E Tenha uma certeza, quando a gente quer verdadeiramente (do interno mesmo) algo, isso deve se concretizar primeiramente em seus pensamentos, e acontecerá com tanta energia, que vc ficará encantado com o VIVER, cada instante intensamente, como se não houvesse o amanhã!!!! Viva, seja FELIZ!!!!

Thaíse Castro disse...

Histórias sem fim às vezes marcam mais que o fim de uma história! Lindo...combinou com o meu dia! haha. =)

Dai disse...

E os 'se' sempre impacam, eu acho. Ficamos sempre (sobretudo mulheres) enguiçadas nele, achando que toda a vida poderia ser diferente se o o 'se' não fosse apenas um 'se' e sim um 'sim'.

E as vezes as coisas são assim, apenas palavras e inteções, sem motivos de ser, mas são.

Me lembrou, aliás, a música do Nando Reis:
"O amor [...]
Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar"

=***

Obs.: Obrigada pelas palavras carinhosas lá no Baú. ^^