6 de abr de 2010

Desabafo


Como negar tudo que passou?
Amor sincero você despertou.
Eu tentei, você tentou.
Não quis, mas terminou.
Você esbravejou.
Pra que? Pra quem?
Que mentira te falei?
Não quis, nunca quis, mas te magoei,
Mas, que motivo eu te dei,
Pra essa raiva que em você eu despertei?



Emerson Reinert

3 comentários:

Sonhadora disse...

Talvez não foi raiva que ela sentiu, os sentimentos sao sempre ao contrario , muito bom , otimo poeta !!!!

Raquel de Carvalho disse...

O amor é assim mesmo... Sem motivos pra começar e terminar!
ehehehe
Muito bom!
Beijosssss

Alline disse...

O bom é saber que a raiva passa. ;)