26 de abr de 2010

A Caça!



Me caço, me procuro, me persigo,
insisto, trasformo e não consigo.
O que procuro?
o fogo no escuro?
ou quem sabe meu eu mais profundo?

Emerson Reinert

Um comentário:

Raquel de Carvalho disse...

A gente sempre fica a procura de algo, e, as vezes nem, nos damos conta de que temos sempre o que procuramos, mas nunca enchergamos!
Gostei d+, Menson! Parabéns!
Bjos