17 de fev de 2011

Chopp&VinhoTinto: P de Pizza

Resolvemos falar hoje do que normalmente entende-se como o fim, PIZZA, mas queremos deixar claro que estamos só começando hein. Hoje eu começo, eu Carol...

A primeira vez q fui na P di Pizza era um lugar pequenininho, aconchegante, meia luz, um balcão, poucas mesas, que me encantou por varias razões, além do fato de ser novidade. Primeiro pela possibilidade de podermos nos libertar daquela “culpa católica” de não deixar sobrar e TER QUE comer 1 pizza inteira, podendo comer apenas, e porque não, 1 pedaço.

Porém, acaba sendo difícil diante da variedade de opções, misturas de sabores e ingredientes que fogem dos tradicionais. Passo um tempão babando no cardápio e acabo pedindo sempre a mesma, de primeira, naquela filosofia de não mexer em time que está ganhando, SMURFS (Molho de tomate, mussarela, shimeji, shitake, champignon, alho frito e alho poró) e quando peço um segundo pedaço, o que acontece muuuito, fico entre a Santa Berinjela (Molho de tomate, mussarela, berinjela grelhada, tomate seco, alho em conserva, purê de abóbora e manjericão) e a Virgulino (Molho de tomate, mussarela, carne de sol desfiada, bacon, cebola, banana, salsinha e pimenta de cheiro), mas tb acho outras muito boas... Fiquei com vontade de experimentar, mas me contive na saúde absoluta, a doce Laranjeira (Ricota ou mussarela de bufala, geléia de laranja, sorvete de flocos e raspas de limão.

Sim, como disse a Carol, o P de Pizza é uma Pizzaria onde você pode pedir sua pizza por pedaços e cada pedaço de um sabor que você quiser. Se você quiser ir comer um pedaço só, você pede um pedaço só do sabor que você escolher e pronto você come um pedaço de pizza e assim por diante.
Esse é o conceito do sucesso dessa pequena pizzaria incrustada no alto do Marista, perto da bifurcação da 136 com a 85, entre elas, aliás. Ou seja, ótima localização, perto da já dita Bervely Hills de Goiânia, mas não tão perto que o trânsito ou estacionamento sejam dificultados.


Explicado um pouco do conceito passo a bola pras outras "impressões" da Carol.....

Obrigado por completar Emerson, então voltando, outra coisa que acho legal lá é o som, mas quando fomos especificamente p/ fazer o post, o som não estava muito bom, na verdade praticamente não estava. Pois, estava passando jogo e doooo Flamengo (né Emerson) ai já viu né, ficou com um “climão manero”, você interage com a pessoa e a pessoa interage, com a..... tv. Televisão, comida e interação, na minha opinião, não combinam e ponto final. Tratando-se de homem e jogo de futebol na tv então, prepare-se para ser uma planta decorativa no ambiente.

Como determinamos que plastiquinho que roda na privada é valor agregado no restaurante, no banheiro do P di Pizza, apesar de ser um charme a decoração, não tem.
O pessoal (sim levamos outros membros para colher opiniões diversas e variadas na “pesquisa de campo”) reclamou também que as pizzas demoravam um pouco para sair, eu estava tão envolvida na conversa, que nem percebi, conversa essa que fez com que nessa noite o P di Pizza virasse P de PRAZER com Q de quero mais...


A maioria do pessoal que vai lá sai com o gostinho de quero mais mesmo, mas agora vou fazer meu apanhado geral mais clínico, eu Emerson .....

A estrutura não é das melhores tendo em vista que foi feita em uma daquelas típicas lojinhas de roupas da 85 (mas, não é na 85), mesmo hoje com a ampliação pra loja ao lado a estrutura carece de um pouco mais de carinho (acabamento) e a harmonização entre as diferentes decorações.
Tem muita coisa bacana, adesivos de jornais no vidro, quadros interessantes, uma bandeira da Austrália e por ai vai, masssss, Falta um conceito! E também tem um painel grande com os nomes das Pizzas e ingredientes daqueles de Shopping que acho que era útil no começo da loja, mas que agora já pode ser retirado, enfeia o lugar.

A maioria das mesas fica onde era a calçada, onde foi feito um elevado. O grande "charme" é você poder acompanhar o movimento da 85 da pizzaria. (Charme?")


Em questão de higiene e até mesmo controle da produção poderia ser melhor, já que o balcão onde se faz as pizzas ao vivo(o que poderiam explorar pra ser uma atração), é isolado do salão por apenas uma bacandinha de vidro (eita, deixa uma nutricionista ver isso, cadê boas práticas de manipulação Bresil? rsrsrs). Poderia ter um isolamento melhor e assim mesmo ganhar destaque dentro da pizzaria, porém entendemos que o espaço não foi planejado desde o começo para ser uma pizzaria, então, está bom, mas só bom!

Bem o cardápio, tem algumas falhas básicas como ter um espaço escrito "Especiais do Chef" e não ter nada nele, logo no começo do cardápio, errinho bobo que pode e deve ser evitado. Também logo abaixo desses espaço tem a parte das "Promocionais" que o própio nome já diminui as pizzas que no meu entender poderia ser substituído por "tradicionais" ou algo assim.

Eu me deliciei com o sabor "Escondidinho de Carne" (da foto ao lado) que vem molho, carne de sol desfiada, tomate cereja, purê de mandioca, parmesão e a dispensável salsinha (não sei pra quê isso existe). É muito bem feito os pedaços e fiquei impressionado como o sabor do "escondidinho" casou bem com a massa de Pizza.

E esse é o ponto forte dessa pizzaria, sabores deliciosos e que você pode escolher quantos pedaço quiser.

O preço dos pedaços valem muito à pena, se não me engano entre 4 e 7 reais, ainda mais por serem pedaços personalizados, pois você pode acrescentar uma variedade grande opcionais em qualquer sabor..... porque não é quanto custa e sim o quanto vale, já diria minha querida poetiza e companheira que aqui escreve Carol Morais.

Sobre bebidas, uma golada rápida, boa variação de sucos, muitas opções de cervejas das tradicionais passando pela Heineken e Stella Artois e incluindo uma artesanal de trigo muito boa o que agrega valor ao cardápio, (ah o café espresso deixa a desejar, um detalhe q na minha opiniao, faz toda a diferença).

Bem, ufa, vou terminar...... acho que a "P di Pizza" tem tudo para crescer em Goiâna e quem sabe no Brasil, desde que sejam rápidos, pois com certeza em breve vão aparecer cópias por ai. Por isso é importante aumentarem cada vez mais a exposição de marca, para serem referências nesses tipo de serviço.

Antes de terminar deixou vocês pra conhecerem o delicioso e super criativo cardápio da "P de Pizza".
Clique AQUI

"Terminar em pizza pode ser bom... "

É isso, lembrando sempre que eu Emerson estou de azul e a Carol de vermelho/vinho. Obrigado a todos e deixem sua opinião sobre pizza e sobre o P de Pizza!

Ahhhh, faltou dizer que semana que vem minha querida companheira de blog, Carol, irá fazer um post internacional direto de Buenos Aires pra coluna "Chopp&VinhoTinto".... estamos rompendo fronteiras........ aguardo vocês semana que vem então!!!!

*Para ler o "Chopp&VinhoTinto" da semana passada sobre o Baobá, clique nessa frase!!!

Carol Morais e Emerson Reinert ou @carolmoraisnut e @emersonreinert

Um comentário:

rodrigo disse...

Eu sou um tanto problemático em questão de pizza: gosto de todas, desde que seja margherita. Pizza pra mim não pode ser a base de uma refeição, e sim ser a própria. Abro mão para uma portuguesa, quando estou com fome e querendo que a pizza seja a mera base da refeição. Mas aí já não considero pizza.