3 de set de 2010

De Blog em Blog - Tranquilidade

Desabafo "Y"



O que é a Geração "Y"? Muitos definem como jovens nascidos entre 1980 e 1994, altamente informatizados e anciosos. Eu me definiria, e logo definiria a Geração Y, como àquele que não aceita.
Não aceito ficar só em versos, por isso estou escrevendo outro tipo de texto. Não aceito as religiões que me envolvem, não aceito todo o sistema que me envolve, não aceito a tarefa que tenho que fazer, não aceito o motivo que levou alguém me mandar fazer àquela tarefa.

Não aceito meu corpo, não aceito às vezes nenhuma entre tantas namoradas, tantas amantes, não aceita um nota como notícia, quer ir a fundo. Não aceito o salário, o mundo, o carro, o tênis, a roupa, parece não aceitar nada e às vezes por isso está sempre em busca.

Já diria, que a busca que nos motiva, mas talvez seja a não aceitação. O querer sempre algo a mais. E isso é bom ou é ruim? Putz, depende de você.


E o que isso tem a ver com TRANQUILIDADE, nada. O jovem da geração não quer tranquilidade, não aceita nada tranquilo e talvez por isso às vezes são tão tranquilos rejeitando tanto as coisas. Porque fala sério, é muito mais fácil aceitar as coisas. Aceitar que vivemos por um motivo e que a religião está certa.

Acrescente a isso um pouco de crítica social e ativismo político, ai você terá um Y em combustão constante. Mas, infelizmente ou felizmente, não se preocupe não somos revoltados e transgressores como outrora outros já foram. Podemos não aceitar, mas não aceitamos do nosso jeito.

E isso é X da questão Y, como ser tranquilo não aceitando nem a própria tranquilidade?

E você pode não aceitar essa definição, assim como eu quando ler isso aqui pela segunda vez (por isso nem vou ler), mas o que deve importar é que apesar de você não aceitar, entenda onde você está e porque, para que você dar o próximo passo para a sua próxima rejeição ou sua próxima busca......


Ou seja, descobri hoje e começo a aceitar o fato que eu não aceito nada. E isso talvez possa ser importante para que mesmo não aceitando, agente se descubra e siga pelo caminho da tranquilidade.

Será que enlouqueci?

Emerson Reinert

*Leia o "De Blog em Blog - TRANQUILIDADE" também nos BLOGS do Lucão (Abra o Bico), da Raquel (Contando Pensamentos), no Baú da Maya , na Lugar de Maria , no BrunaCelia.com, no No Lipstick, no Baú da Maya , no blog da Geny Fiorella , Vou de Scarpin da Raquel Diniz , da Caroline Motta, no Quero Ser Vermelho e no da Patty Hippie e Chic - Clique nos nomes para entrar nos BLOGS

4 comentários:

Raquel Diniz disse...

Uma das coisas que não aceito: Que maltratem os animais!
Sim.. faço parte da geração Y.. realmente muita coisa eu não aceito! Estou sempre em busca de algo mais..

bjs

Susane disse...

adoreeeei! faço parte da geração Y!
Beijoss!

Patty disse...

Também faço parte!!!

E vamos embora... atrás de coisas novas pela vida?

Bjinhos Ótimo Feriado

disse...

Não aceito que maltratem os animais como disse a Quel, que se maltratem as pessoas...e na verdade, o que eu mais não aceito no momento sou como eu tenho sido até hoje. Mas é não aceitando que a gte pode fazer algo a respeito né?
Bjo