8 de nov de 2011

Pequeno grande Coração

Ninguém sabia, nem eu, nem você.
Ninguém sequer imaginaria,
que isso aconteceria,
você viria,
eu me apaixonaria,
você, sim responderia.
E sim, você veio,
não como furacão, que tudo bagunça.
Você veio como a Lua,
Linda, meiga, doce e pura.
E antes que eu piscasse,
minha paixão já era sua,
você me tomou pra ti,
com seu toque perfeito,
seu olhar sem receio,
apagou o medo sem explicação,
e fez despertar de novo,
meu; e agora seu, pequeno grande coração!

De: Emerson Reinert

Nenhum comentário: