8 de jun de 2011

Seu Mar.

Posso ser o mais forte,
ou o mais manso pra você.
Tenho outra paixão,
que vejo sempre nua,
ela manda em mim, Srta. Lua.
Te acaricio ou te salgo,
deixo você escolher.
Vou e volto,
de acordo com meu bel-prazer.
Fico bem com Sol,
mas brilho e noite enluarada.
Em mim podes amanhecer,
velejando em minha águas,
mas cuidado pra não se perder,
aqui dentro mergulhada
dentre tantas riquezas e maldições.
Sou imenso quase infinito,
sou seu Mar,
e posso ser tudo,
que você quiser inventar!


Emerson Reinert

*Verso republicado para a Semana do Dia dos Namorados, para inspirar os corações apaixonados. Originalmente publicado em 27.05.10.

Nenhum comentário: