9 de dez de 2011

Fugitivo Amor

Não há como para-lo.
Nem seu eu quisesse eu conseguiria.
Cada dia, cada minuto, cada segundo.
E com isso, ele mudou meu mundo.
Nem nas horas sem você,
quando saudoso eu fico,
nada o impede, ele só cresce.
Ao seu lado,
Ah, ao seu lado,
sem explicação,
é só paixão, calma e
porque não ...
Não há como parar.
Você me surpreende, sempre quando você se supreende.
E assim ele aparece,
em cada suspiro,
antes timído,
como sua detentora,
ele vem vindo,
lindo,
de um conto de fadas fugido,
ele vem vindo!

Emerson Reinert

Nenhum comentário: